Timothy Tyler



Timothy Tyler nasceu em 1958 no Sudoeste dos EUA. Ainda na infância, compreendeu que havia muitas formas de auto-expressão. Já aos 14 anos tentou, com a ajuda da pintura, imprimir os momentos brilhantes da beleza da paz. Seu espírito inquisitivo questionava os artistas praticantes sobre as composições, materiais, tintas e tecnologia. Estudou em detalhes por meio de álbuns, livros, rascunhos, como que gerenciando a pintura. E por sua perseverança, conquistou o respeito dos professores da escola de artes, onde foi aceito mesmo sem um teste de admissão. Por meio de símbolos dos mitos, Tim investigava as emoções humanas. Inspirou os trabalhos de Bouguereau e Gerome, que também utilizaram essas idéias em seus trabalhos.







MUNDO NOVO

Como estás vendo, não valeu a pena tanto esforço:
a urgência na construção da Arca
o rigor na escolha dos sobreviventes
a monotonia da vida a bordo desde os primeiros dias
a carestia aceita com resmungos nos últimos dias
os olhos cansados de buscar um sol continuamente adiado.

E no entanto sabias de antemão que seria assim. Sabias que a pomba iria trazer não um ramo de oliva mas de espinheiro.

Sabias e não disseste nada a nós, teus tripulantes, que ora vês lavrando com as mesmas enxadas de Caim e Abel a terra mal enxuta do Dilúvio.

Aliás, se nos dissesses, nós não te acreditaríamos.


José Paulo Paes


José Paulo Paes nasceu em Taquaritinga SP, em 1926. Estudou química industrial em Curitiba, onde iniciou sua atividade literária colaborando na revista Joaquim, dirigida por Dalton Trevisan. De volta a São Paulo trabalhou em um laboratório farmacêutico e numa editora. Desde de 1948 escreve com regularidade para jornais e periódicos literários. Toda sua obra poética foi reunida, em 1986, sob o título Um por todos. No terreno da tradução verteu do inglês , do francês, do italiano, do espanhol, do alemão e do grego moderno mais de uma centena de livros. Em 1987 dirigiu uma oficina de tradução de poesia na UNICAMP. Faleceu no dia 09.10.1998.





Um comentário:

katerine-zucon disse...

Parabéns, fada do Mar por trazer este talento que é Timothy Tyler para nós seguidores de seu blog.
É magistral suas pinturas e a poesia de José Paulo Paes é maravilhosa!!!! Bravo!!!