Moki



Moki é uma jovem artista de Hamburgo, Alemanha, formada na prestigiosa Academia de Belas Artes. Ela também é membro da rede internacional de artistas, From bee to bee. O mundo que ela criou em seu último livro, Asleep in a Foreign Place (Dormindo em um lugar estranho), está cheio de gigantes negros mágicos, chamados djnts, indivíduos rebeldes, e paisagens de sonho, que ela mistura de uma maneira única. Ela disse em uma entrevista, recentemente, quais seriam suas inspirações. “Eu desejo comunicar meus sentimentos em uma foto. Isso me torna sensível a muitas coisas que vejo. Eu coleciono todas as fotos - de jornais e internet, a fotos que me façam congelar por um momento". Parece haver uma sensação de solidão, medo e desespero em suas fotos, que Moki comenta. "Se você pode ver isso em minhas fotos, então é verdade para você.”







Nunca são as coisas mais simples


Nunca são as coisas mais simples que aparecem 
quando as esperamos. O que é mais simples, 
como o amor, ou o mais evidente dos sorrisos, não se 
encontra no curso previsível da vida. Porém, se 
nos distraímos do calendário, ou se o acaso dos passos 
nos empurrou para fora do caminho habitual, 
então as coisas são outras. Nada do que se espera 
transforma o que somos se não for isso: 
um desvio no olhar; ou a mão que se demora 
no teu ombro, forçando uma aproximação 
dos lábios.


Nuno Júdice



Nuno Júdice (Mexilhoeira Grande, 29 de Abril de 1949) é um ensaísta, poeta, ficcionista e professor universitário português.
Licenciou-se em Filologia Românica pela Universidade de Lisboa e obteve o grau de Doutor pela Universidade Nova, onde é Professor Catedrático, apresentando, em 1989, uma dissertação sobre Literatura Medieval. Conselheiro Cultural da Embaixada de Portugal e Diretor do Instituto Camões em Paris publicou antologias, edições de crítica literária, estudos sobre Teoria da Literatura e Literatura Portuguesa e mantém uma colaboração regular na imprensa. Divulgador da literatura portuguesa do século XX lançou, em 1993, Voyage dans un siècle de Littérature Portugaise. Organizou a Semana Européia da Poesia, no âmbito da Lisboa '94 - Capital Européia da Cultura.
Poeta e ficcionista, a sua estréia literária deu-se com A Noção de Poema (1972). Em 1985 receberia o Prémio Pen Clube, o Prémio D. Dinis da Casa de Mateus, em 1990. Em 1994 a Associação Portuguesa de Escritores, distinguiu-o pela publicação de Meditação sobre Ruínas, finalista do Prémio Europeu de Literatura Aristeion. Assinou ainda obras para teatro e traduziu autores como Corneille e Emily Dickinson.
Foi Diretor da revista literária Tabacaria, editada pela Casa Fernando Pessoa e Comissário para a área da Literatura da representação portuguesa à 49ª Feira do Livro de Frankfurt. Tem obras traduzidas em Espanha, Itália, Venezuela, Inglaterra e França.



Um comentário:

katerine-zucon disse...

Parabéns pela escolha destes dois grandes artistas. Simplesmente maravilhosos!!!