Zhao Kailin





Aspiração




Meus dias correm vagarosos, tão lentos
que as vezes penso, não querem passar.
Mas não existem dores e já não padeço,
chego ao ponto de vacilar, duvidar...

E a vida é bela assim!
Vivo dias formosos, os pinto cor de rosa
pois o amor exala por todos os poros
em beleza angelical, sinto alegria à flor
da pele, desfaleço de prazer...

Minha alma entra em gozos, coisa que todo
mortal aspira, poucos conseguem...
Pressinto a certeza da serenidade bendita,
duradoura, que embriaga, dá prazer...

Bendigo as graças de Deus!
Bendigo o momento em que a tristeza partiu
deixando a vaga para a mais completa
alegria, ternura, satisfação, amor...



Marta Peres

Um comentário:

Belissimo disse...

Composição rigorosa entre a arte, música e poesia. Mensagens subliminares que passam e causam deslumbramentos.Perfeição mágica de contos de Fadas.