Margarida Cepêda






Vôo

Hoje irei de 'poetinha', alma leve, fluindo no ar.
Hoje nada de complicação, frases simples, frases feitas.
O mesmo lugar, o mesmo passado, os mesmos sentimentos.
As notas soltas, os laços, as luas, as nuvens...

Hoje irei de 'poetinha'!Copo na mão, amores e teores.
Mar, violão e paixão. Hoje!
Principalmente, hoje, deixarei os melodramas, as cintilantes
Descruzar os navios, encaixar no cais âmbar-citrino da flor da manhã.


Guardarei os pesados, os estalidos, as estridências, o entre - dentes,
o sobrancelho, as pestanas.
Abrirei os olhos enormes, os cílios cingidos de par em par.

Hoje sentirei esta paz, esta rede de deitar, o aroma cacau da delicadeza.
A certeza da beleza.
Hoje estarei Vinícius, poeta de bar em bar!



Kátia Torres Negrisoli

Professora/poeta

Adamantina : São Paulo : Brasil

Está participando Simpoesia 2009 em São Paulo

Http://www.simpoesia.wordpress.com



2 comentários:

Marciná disse...

Não podi deixar de dizer que fiquei deslumbrada com esta poesia

Marciná disse...

Ficou lindo