Hugo Pratt




O Quarto



O quarto que me tem como hóspede

Precisa de algo vivo nas paredes.

Massa corrida branca, fria e crua

Faz da minha noite, noite nua.

Se nada vejo pela pura ausência.

Não sinto, ou melhor, sinto a vontade.

E as bordas mal traçadas da demência

Rebrilham de infinita crueldade.


Silêncio só faz bem se voluntário.



Roberto Queiroz


2 comentários:

Arlete Felfeli disse...

E chego aqui... no final e parece que não tem fim, dá vontade de voltar lá em cima e recomeçar outra vez todo o passeio maravilhoso que vivenciei hoje aqui.
Obras como estas do Hugo Pratt e Roberto Queiroz, nos ensinam muito, a nós artistas e leigos, tanto os plásticos como os literários.
Este BLOG arrasou em riqueza de conteúdo e de Beleza. A Estética esteve presente nas duas Artes, isto é divino!
Parabéns por mais esta maravilhosa página de Artes.
Me sinto tão bem , cada vez que vejo a Arte transbordar aqui no BLOG em sua Totalidade, me sinto transbordando junto com ela. É Demais!
Parabéns minha querida Amiga, o cubo está maravilhoso!
Seu BLOG é UM SUCESSO !!!
Lindo demais!!!
Muitas Felicidades pra vocÊ!
Muiots beijos!
Arlete Felfeli.

Elaine Bastos disse...

Olá, Fada querida!
Cá estou eu, outra vez, a dar uma espreitadela em seu espaço mágico... Ele é puro encanto!...
Gostei muito dos versos do Roberto Queiroz!...
Como disse Pe. Zezinho: "às vezes, no rebuliço do mundo, e no vai e vem do cotidiano, é preciso parar um pouco, tomar tempo e deixar que fale o coração, alguns falam em diários, livros e revistas, e dou graças a Deus por ter gente que não guarda para si a riqueza de pensamentos, que o mundo vai trazendo até eles"...
Que você e ele (Roberto), tenham sucesso em mais esta viagem... Uma viagem pelo mundo das palavras, dos sentimentos, da beleza, dos valores...
Vim aqui, também, para brindar com você à amizade, à arte e à poesia existentes no seu cantinho especial!... Maravilhas!...
Por aqui stive e, certamente, retornarei...
Um, um não... vários beijos para você, AMIGA!