Pierre-Auguste Renoir



Colar de Carolina





Com seu colar de coral,

Carolina

corre por entre as colunas

da colina.



O colar de Carolina

colore o colo de cal,

torna corada a menina.



E o sol, vendo aquela cor

do colar de Carolina,

põe coroas de coral



nas colunas da colina.




Cecília Meireles


2 comentários:

Analuka disse...

Cara amiga Fada do Mar,
parabéns pela perfeita seleção de pinturas e poemas: a combinação da arte pictórica de Renoir com a poética de Cecília Meireles ficou adorável! Imagino que te esmeras e cuidas com carinho de cada postagem no teu blog, no intuito de ofertar prazer, doçura, beleza, deleite para teus visitantes!... Ganha aquela que se dispõe a partilhar seu espaço, tempo, energia com outras almas amantes da arte... ganham os artistas... e ganham aqueles que vem buscar aqui doses extras de cor, magia, esperança, amor e luz!!! Beijos pintados e alados, nesta tarde primaveril.

Getúlio Toledo Alves disse...

Amei, Amei, Delirei, Sofri, Sorri, Emocionei neste encanto de canto. Não sei se este azul é do céu ou do mar, só sei que é da Fada do Mar do Suavizar e do Amar.