Pino (Giuseppe Dangelico)

 

  

  

  

  

 

  

  

Murmúrios da Língua.


Uma fala e um sentimento, despertos.
Te reverencio, ó Nome!
Expressa o universo o reverso.
Te dignifico feliz!

Pressinto tua língua
de afetos, delicada ternura
Sons inaudíveis ao mundo.

Vida secreta vielas murmura,
ritmos, ritmadas rimas
no coração celebradas,
sonante, dissonante, possíveis.

Poéticos poemas dilui ruídos,
resíduos despertam em segredo o mistério.
À borda das coisas visíveis,
desperta o espírito...
Textura e tensão da presença,
faz toda a diferença...

Eis o NOME!
Adentremos
a palavra
ESSÊNCIA!


Gaiô

5 comentários:

Denize Mattos Campos disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Bruna Helena Pereira disse...

" O amor não tem razões; a falta de amor também não tem; no amor, tudo são milagres." (EUGENE O´NEIL)

Uma benção ter um local como este para frequentar. Estou me fartando de poesias, beleza e amor.
Lindo!!!

Denize Mattos Campos disse...

Que lindeza de arte, tão natural, vivaz, colorida que traz vida e toca sentimentos. A poesia de Gaiô viaja espalhando luzes, sonhos, cintilas, amores, vida por todos que passam por aqui e levam as sementes para uma nova florada.
Tudo harmonioso, requintado, luxuoso, querido, charmoso neste espaço cultural.
Beijos com sabor anisete refrescantes.

Fada por favor coloca este comentário e deleta o outro que ao copiar para colar, houve erros. Agradeço de coração. Beijos da Denize

Cida Gaiofatto disse...

...Ode a Pino.Giuseppe Dangélico...
Celebro a Fada do Mar, e à delicadeza de todos os posts que nos acolheram neste belo blog...

Sutil pincelada tece delineado esboço...
Intuem fundo o Belo, desmaiados tons...
em mergulho flui...o mundo,
submerge na ânsia do eterno, se envolver,
enternece incontido desejo de perfeição.
...De SER?

Vem viver! Perca o olhar!
Desfoca o verbo sentir, AMAR!
Vem se emocionar!

Envolve vermelhos, vinho, escarlate,
Branco prata lambuzado se derrama,
se encanta em nuances rosas, bêbados lilazes,
esverdeados de espera, nude, orange,
iluminados, deslumbradas luzes,
dourada pele aflora em desejo...

Contraste sombreado, esconde
azuis-acinzentdos, velam dores?
serenas almas, contidas flores...

Resplandece transcendente qualquer plano,
espaço energia, translúcida poesia.
Só a ARTE, pela criação faz...
E o devir-criança-magia,
no regaço dorme...a paz.

Com todo meu carinho e gratidão...

Gaiô.

Fada do Mar Suave disse...

Poeta Gaiô, muito obrigada por sua gentileza, delicadeza em contribuir com o Blog. Sua página ficou realmente belíssima. Suas poesias a todos encantam e emocionam. Para mim, sua presença é sempre um presente valioso.
E, logo faremos uma nova página com você para o deleite de nossos amigos visitantes.
A você, Pino. Giuseppe Dangelico agradeço a oportunidade de tê-lo neste espaço que brilhou com sua arte. Como é linda, não é? Você é um grande artista, reconhecido e amado por todos. Adorei a união de sua arte com a poesia de Gaiô e a música escolhida por ela, deu um toque especial a esta página.
Agora, os visitantes, que prestigiou esta página o meu agradecimento do fundo do coração, pois sua presença é muito importante, para nos estimular a procurar cada vez mais fazer o melhor para quando vocês chegarem, a casa estar linda e especial para vocês.
Com carinho da Fada do Mar Suave.