Dorina Costras









Então, cuide bem de você. Do que você sente, do que você faz, do que você vê e agrega. Cuide dos seus, avalie a sua importância. Tome conta de si, reajuste – se, pergunte - se. Inclua o necessário, desligue o menos importante. Abra mão quando for preciso. Aumente a beleza do verbo permanecer. Descuidos são nocivos. Ligeirezas arranham.

Priscila Rôde

4 comentários:

Valeria Marcondes disse...

Poesia carinhosa que comove pela delicadeza, lirismo e muita doçura. Uma mostra deslumbrante de artes e a música embala lindamente.
Genial Fada do Mar, isto é toque de fada mesmo. Parabéns!

Fada do Mar Suave disse...

Quero agradecer a autorização e o carinho da poeta Priscila Rôde, que encantou com sua poética e sua delicadeza, e à artista plástica Dorina Costras, que trouxe sua arte brilhante, linda e que emocionou a todos que aqui passaram.
Agradeço a cada amigo que entrou aqui, a cada carinho recebido, aos gestos de incentivo que fazem com que continue neste caminho, sempre em busca de algo especial que alegre a alma e anime nossa existência.
Com amor da Fada do Mar Suave.

Razanil Shamir disse...

Completamente fascinada por seu traço. Genialidade em retratar cenas e pessoas em cena.Também pinto e tenho que admitir: você é uma artista que eu gostaria de aprender, seguir.

Razanil Shamir disse...

Completamente fascinada por seu traço. Genialidade em retratar cenas e pessoas em cena.Também pinto e tenho que admitir: você é uma artista que eu gostaria de aprender, seguir.