Martín La Spina









De onde? Como? Por que?

Texturemas transcendentais


E a forma literária, sem que a busque,
se revela em mim, pó...
De antiga argila ora,
ora de estrelas chora,
moldadas na alma, sonora,
do sem fim das rimas,
mínimas,
nem sempre combina,
desafina.
Sem chance de aprendida erudição,
arde em chamas,
só feita de intuição.
Me baila no olhar a carícia
de essências comprometida,
moldadas no sonho,
na aprendizagem de amar.
Serve o outro em mim, você,
conhece do imponderável possível,
o prazer, desconhecido que sou,
na alegria de viver...
Arte de ser.

Gaiô

16 comentários:

Alminha Iluminada disse...

Chocante!!! Um mar de deslumbramentos.

Anabell Lee disse...

É realmente um prazer acompanhar seu blog, e toda a força que ele tem. Aqui sacio minha sede com cores, letras, sons, sabores e sonhos. Um espaço elegante, que impressiona os navegadores. Parabéns com muita admiração! Beijos caramelados a Anabell

Tereza disse...

Olá, fada! Sou a Tereza Maria do seu Orkut, como seu blog é lindo! Meus parabéns... Martín La spina tem uma arte linda. Beijão

Tiffany Noélli disse...

Oi... Sou a Tiffany, filha da Tereza aí de cima, rs... Ela comentou do seu Blog, como sou apaixonada por arte e cultural em geral, tenho prazer de entrar aqui agora por diante e sempre comentar... É de muito bom gosto. Parabéns! Bjs ;)

Tiffany Noélli disse...

Oi... Sou a filha da Tereza, aí de cima. Como ela sabe que admiro muito cultura e artes em geral, me indicou seu Blog. Quero te dar meus parabéns, é de extremo bom gosto. Vou colocar em favoritos e sempre comentar, com o maior prazer... Beijos! ;)

Raphael Jorge Corsi disse...

Belo o teu poetar, Gaiô! Lindos poemas, mergulhados que transcendem. Todos de uma
sensibilidade e beleza que arrebata nossos corações. Martín La Spina, sua arte é genial, belíssima e um prazer olhar cada detalhe dela. Este espaço azul é simplesmente fenomenal. Um grande abraço de Rafael

maria tereza disse...

GAIO---a arte e a cultura andam sempre dde maos dadas neste blog!!!!!parabens

Lenise disse...

Que belo blog amiga! Não é a primeira vez que venho aqui. É realmente muito lindo!
Tuas poesias e as obras de arte são esplêndidas!
Parabéns aos artistas!
Beijoss!

João Paulo disse...

Fada
Parabéns pelo blog, muito inteligente e poético.
beijos
João Paulo

Maria João disse...

Fada do Mar, é indescritível falar sobre o talento de Martín La Spina. Um show espetacular de beleza, criatividade, sensibilidade, técnica perfeita. Encantou profundamente meus sentidos. A composição com a poética de Gaiô está forte, bela e tocante. Caminhar pelo seu blog é caminhar num paraíso lindo, onde somos movidos a colher a essência do amor.
Agradeço a partilha e a admiro muito. Abraços com ternura Maria João

Hugo Sanches disse...

Martín La Spina
Gaiô
Astor Piazzola
e
Fada do Mar Suave
Bravo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
NOTA 1.000 com louvor

Rogéria Lima disse...

Céuuuuuuuuuuuussssssssssssssssssss!!!
O que é isto!!!! Bravíssimo!!!
Martín La Spina tu és THE BEST!!!
Fantastic! The most magical and beautiful art I've seen.
Não tem como não reconhecer que este blog é um deslumbre. Amo este oásis!
Poesias lindíssimas! Beijos com sabor de festa.

Cida Gaiofatto disse...

Fada visionária.

Visionária,
de clássicos mareada,
traz azuis de alma leve, matéria sensível dos sonhos...
Em tudo extraordinária,
Viaja a eternidade em buscas imaginárias, puras,
que retratem muitas vidas de teias emaranhadas,
de VanEycks, Monalisas, Ingres, revisitados.

Viaja a eternidade na transversal do tempo,
em tapeçaria mágica, bela e cósmicas texturas.
Onírico intervalo entre o que pensa e sente,
Inter-texto, a mente, esferas dimensionais,
no contexto o pretexto de interatividade...
Alça vôos a Arte, traça pontes, mergulha em reflexões,
múltiplo imerso em versos, alquimia-alteridade...som.

Tanto encanto, graça, espanto,
transpõe portal de esperança,
enche os olhos, de tantos desenganos,
serve em beleza a humanidade.
Desencontros que se buscam,
salvação dos tristes prantos,
sensível felicidade...

GaiÔ.

Cida Gaiofatto disse...

Ao poeta das cores,
Martín La Spina
e Fada do Mar Suave.

Belo e doce espanto...


Em tempo real, rabisco sentimentos
de um tempo sur...real...
Divago ares, aves, mares,
retardatários de um tempo, bem me lembro,
que os anos não trazem mais.
Rememoro o encantamento...
sintonia de alma fina, que aglutina a poesia
em loucura apaixonada, toda matéria evocada,
delicadas, aturdidas de leveza e magia.
Bailam etéreos delírios,
assombros, despertadores de emoção.
Tanto azul em vibração!
Quentes cores transversais,
alucinam em movimento, toda dança
desvendando portais que fazem a travessia.
Águas sondam o espaço,
aquáticas formas em céus envolvidos,
altares, sagrados mistérios,
uníssonas vozes em preces
unidade em espírito.
Tanta diversidade...revisita em releituras
imagens que inauguram o fantástico da luz
realidade e trancendência por fazer...
Belo e doce espanto!!!!
Revela meu canto....

Gaiô

Fada do Mar Suave disse...

“É na arte que o homem se ultrapassa definitivamente.”
Simone de Beauvoir


Gaiô é um privilégio ter uma amiga maravilhosa como você. Agradeço à linda e tocante poesia que escreveu para mim, que guardarei para sempre em minha memória. Também agradeço sua contribuição oferecida a este espaço poético, iluminando e encantando a todos nossos amigos visitantes, pois uma poeta como você faz toda a diferença.


Mártin La Spina, você despertou admiração em todos que tomaram contato com sua arte. É um grande pintor, mestre das cores, dos desenhos, nuances, expressões, etc.. Todo seu trabalho é profundamente belo. Agradeço a sua autorização e o brilho especial que trouxe a este Blog.


Aos amigos visitantes, venham sempre, que tudo é feito com amor para vocês. Agradeço muito!
Beijos da Fada do Mar Suave.

Analuka disse...

Caríssima amiga Fada, adorei o trabalho deste artista!!! É delicado, vibrante, sensual, suave, luminoso!!! Apaixonante. Teu blog, como sempre, é um presente primoroso para os que aqui pousam e passeiam. Te agradeço por nos ofertar tanta arte, poesia, beleza! Beijos pintados e alados.