Martín La Spina


Martín La Spina nasceu em La Plata, Argentina em 1973. Em 1999, formou-se como Professor e com Licenciatura em Bellas Artes (orientação pintura) na Faculdade de Belas Artes (Universidad Nacional de La Plata). Realizou numerosas exposições individuais e coletivas, participando de salões de desenho, pintura e arte em vidrio desde 1989, recebendo prêmios e menções por seu trabalho artístico.
Expõe individualmente desde 1990. Em 2002, realiza diversas exposições em Barcelona, como na galeria Rainbow, de Sitges. Em 2003, estuda criação cenográfica no Instituto Superior de Arte do Teatro Colón (Arg.). Em 2005, realiza novas exposições em Barcelona, entre as quais se destaca “Clasicismo y Modernidad”, na galería ArtBubble-Rubí. Em 2006, sua obra “Meninas en Metamorfosis” é publicada pelo Museo Nacional do Prado, como parte das atividades relativas ao Ano de Picasso.
Como muralista, realizou, entre outros, o mural mosaico “La Anunciación”, para a igreja N. Sra. dos Milagres, de Villa Elisa (2000). Participa como muralista convidado nas Jornadas de Arte Pública organizadas pelo Movimento Nacional de Muralistas (2000, 2002, 2004 e 2006). Atua como docente na Cátedra de Pintura Mural, da Fac. de Belas Artes da UNLP, desde 1996.
No campo da arte infantil, ilustrou livros para diversas editoras na Argentina. Ilustrou um guia de ofídios de Buenos Aires (2000) e sua obra “Te cubrirá con su sombra”, foi o selo de Natal de 2001 do Correio Argentino. Como vitralista, realizou no Centre de Vidre de Barcelona o curso “Novas Técnicas aplicadas à Vidraçaria Contemporânea” (2002). Também leciona na Tecnicatura Superior em Vitrais, do Instituto Superior Catedral, desde 2001. Realiza trabalhos de Desenho de vitral, como os 15 vitrais para o espaço ecumênico Tir Na Nog. Integrou o grupo de arte en vidro “Asterisco Atelier“, com o qual realiza, em 2004, a obra “São Jorge e o Dragão”.


Contato
Tel.: (0054)-221-4732996 (Argentina)
e-mail










Feeling...


Sempre que te vejo,
desperto o onírico. Revejo.
Celebro o sonho, verdes prados líricos,
delicadeza de ser amado,
sutil poética da leveza...

Asas flutuam,
pousam etéreas superfícies,
se iluminam...de matizes.
E no espelho, brilhos antigos
remoçam, refratam toda a pele
que delicada acorda e boceja.

Me aconselham:
Amor trocado tece.
Se reconhecem...


Gaiô

 








9 comentários:

Alminha Iluminada disse...

Perfeitos! Artista e Poeta fantástico!
E ele é lindão, não é???

Tiffany Noélli disse...

Notei que é super fã de Martín La Spina... As pinruras tem tantas cores, quando vejo representa de uma certa forma a liberdade. Em todos sentidos! Como se nas cores, colocasse todo esse sentimento. Depois da paz é a palavra que acho mais bonita.

Verana Salgado Teixeira disse...

Parabéns Fada do Mar Suave! Sabes muito bem do dom que tem de unir o que há de melhor no mundo artístico. Aqui é uma referência séria dos movimentos que estão acontecendo. Com maestria sabes unir tão genialmente artes plásticas, poesia, literatura, melodia, ritmo, com muito brilho, formando o mais delicioso conjunto de se apreciar. Uma riqueza, um luxo este espaço do saber que encontramos aqui.
Beijos com carinho

Laila Péricles disse...

Martín La Spina seus quadros são delirantes. Simplesmente divino. Parabén, por ser um grande talento contemporâneo. Venha expor no Brasil que irei correndo visità-lo. Amei você e seus trabalhos que falam por si só. Grande!!!
Laila

Cida Gaiofatto disse...

Fada visionária.

Visionária,
de clássicos mareada,
traz azuis de alma leve, matéria sensível dos sonhos...
Em tudo extraordinária,
Viaja a eternidade em buscas imaginárias, puras,
que retratem muitas vidas de teias emaranhadas,
de VanEycks, Monalisas, Ingres, revisitados.

Viaja a eternidade na transversal do tempo,
em tapeçaria mágica, bela e cósmica textura.
Onírico intervalo entre o que pensa e sente,
Inter-texto, a mente, esferas dimensionais,
no contexto o pretexto de interatividade...
Alça vôos a Arte, traça pontes, mergulha em reflexões,
múltiplo imerso em versos, alquimia-alteridade...som.

Tanto encanto, graça, espanto,
transpõe portal de esperança,
enche os olhos, de tantos desenganos,
serve em beleza a humanidade.
Desencontros que se buscam,
salvação dos tristes prantos,
sensível felicidade...

GaiÔ.

Cida Gaiofatto disse...

Ao poeta das cores,
Martín La Spina
e Fada do Mar Suave.

Belo e doce espanto...


Em tempo real, rabisco sentimentos
de um tempo sur...real...
Divago ares, aves, mares,
retardatários de um tempo, bem me lembro,
que os anos não trazem mais.
Rememoro o encantamento...
sintonia de alma fina, que aglutina a poesia
em loucura apaixonada, toda matéria evocada,
delicadas, aturdidas de leveza e magia.
Bailam etéreos delírios,
assombros, despertadores de emoção.
Tanto azul em vibração!
Quentes cores transversais,
alucinam em movimento, toda dança
desvendando portais que fazem a travessia.
Águas sondam o espaço,
aquáticas formas em céus envolvidos,
altares, sagrados mistérios,
uníssonas vozes em preces
unidade em espírito.
Tanta diversidade...revisita em releituras
imagens que inauguram o fantástico da luz
realidade e trancendência por fazer...
Belo e doce espanto!!!!
Revela meu canto....

Gaiô

Fada do Mar Suave disse...

“É na arte que o homem se ultrapassa definitivamente.”
Simone de Beauvoir


Gaiô é um privilégio ter uma amiga maravilhosa como você. Agradeço à linda e tocante poesia que escreveu para mim, que guardarei para sempre em minha memória. Também agradeço sua contribuição oferecida a este espaço poético, iluminando e encantando a todos nossos amigos visitantes, pois uma poeta como você faz toda a diferença.


Mártin La Spina, você despertou admiração em todos que tomaram contato com sua arte. É um grande pintor, mestre das cores, dos desenhos, nuances, expressões, etc.. Todo seu trabalho é profundamente belo. Agradeço a sua autorização e o brilho especial que trouxe a este Blog.


Aos amigos visitantes, venham sempre, que tudo é feito com amor para vocês. Agradeço muito!
Beijos da Fada do Mar Suave.

Arlete Felfeli disse...

Minha querida Fada do Mar Suave.
Cheguei um pouco atrasada, mas diante das lindas obras colocadas aqui, não resisti , mesmo depois de dias de ausência, vir aqui e deixar os meus parabéns.
Martin La Spina com suas formas e cores que explodem chega a meparalisar em cada obra, lindas, uma técnica única, com transparências e isso muito bem colocado na tela, obras de efeito, mexem com o sensorial, adorei os trabalhos dele.
A Poesia da Gaiô me encanta, me faz pensar e me inspira. A Gaiô tem um jeitinho de colocar frases que fico imaginando como ela constrói, rs,rs,rs,rs... é Dom de Deus! Parabéns a Gaiô pelo lindo trabalho que realiza nas Artes Literárias! Sempre é um grande prazer lê-la, adoro suas poesias.
Parabéns à Fada do Mar suave, você , com esta incrível sensibilidade e inteligência juntando grandes nomes para nosso deleite.
Obrigada sempre por trazer grandes artistas que me enriquem e inspiram.
Parabéns ao Martin La Spina, por telas que me emocionaram tamanha habilidade, técnica, cores colocadas com grande criatividade.
Parabéns à Gaiô, que sempre consegue me deixar emocionada e encantadas dentro de suas lindas poesias.
E Parabéns à todos os artistas que participam deste BLOG de ARTE & POESIA, um Blog sério,onde a pesquisa é feita com critérios, que traz pessoas excelentes e que enriquece nosso conhecimento nas Artes em eral.
PARABÉNS !!!
Beijos!
Arlete Felfeli

Analuka disse...

Sempre lindas conjunções, aqui. Que delícia passear num espaço poético tão primoroso! Adorei o trabalho deste pintor, que cores, que perfeição, que sonhos, que força e suavidade!!! Beijos pintados, querida amiga Fada do Mar.