Chris Achilleos





RELÓGIO


Por dentro do relógio
                                        o tempo gira
mecanicamente
na velocidade modorrenta
                                                 dos ponteiros

Por  fora do relógio
                                    o tempo corre
desesperadamente
na velocidade alucinante
                                               dos acontecimentos

Roberto Queiroz

2 comentários:

Cacau Braz disse...

O tempo passa e nem sentimos quanto, somente somos despertados pela voz do poeta que com sua sensibilidade e percepção mostra para nós esta passagem. A poesia é sublime como todas postadas aqui. Adorei o poeta, a arte é delirante e sensual e a música embala belamente.
Uma união de feras como sempre.

Fada do Mar Suave disse...

Agradeço ao artista plástico Chris Achilleos, mestre do desenho, das cores e do belo. Sua arte encantou e brilhou neste espaço, e ficará sempre na memória de todos os que aqui passaram.
Ao poeta Roberto Queiroz foi uma alegria postá-lo, pois sua sensibilidade especial despertou admiração e emocionou todos que leram suas poesias
Um agradecimento especial vai para todos aqueles que deixaram sua mensagem pessoal, para o artista e o poeta, enriquecendo este espaço que foi feito com carinho para você.
Abraços de Fada do Mar Suave.