Chris Achilleos







Ai, Que Saco!

Saudade pela metade
Socorro sonâmbulo
Preâmbulo da brincadeira
De matar o vizinho
Só porque
O nariz dele é diferente.

Pô, meu
Qual é a tua
Ó valoroso cavaleiro
De armaduras hollywoodianas
A desfraldar bandeiras
Rasgasdas e incolores.
Isso é uma farsa teatral
Da qual de marionete
Não passas.

Meu sarro?
Ora, meu sarro.
Meu sarro é rir
Rir de farsas
Farsas pretensas
Pretensas batalhas
Batalhas sem causa
Causa perdida
Perdida alma que vaga por aí
Pisando em teus sapatos
Levando sopapos
Batendo seus papos
Ai, que saco!

Requiescant in pace
Que um dia serás tão fétido
Quando o húmus de onde nasce
A flor que gostarias te cobrisse
Como resto de teus passos.

Roberto Queiroz

6 comentários:

Arlete Felfeli disse...

O Sentimento, o despojamento, a coragem de dizer o que muitos não conseguem, a força da palavra. Grande Poeta que faz uma bela interpretação de sentimentos mais profundos, usando a inteligência e o conhecimento e compondo tudo isso em palavras.
Parabéns Roberto !!!
A combinação com a força da Arte de Chris Achilleos ficou demais!!!!
Parabéns a FADA DO MAR SUAVE!!!! Que Bela postagem de artistas!!!!
Beijos
Arlete Felfeli

Cida Gaiofatto disse...

Querida Fada,
Como é bom realizar sonhos...uníssonas horas convividas...Sei o que é isso...
Partilhar caminhos...
Belíssimo trabalho do poeta Roberto, que conjuga expressões do cotidiano em percepções sensíveis, constatando na própria vivÊncia a alma dos seres, nem sempre condizentes com nossas esperanças...Na alegria, no desencanto, uma realidade que perpassa de ilusões nosso aflito e paradoxal viver, sem perder, dos momentos o prazer...Uma comunicação moderna, ágil, onde a poética escrita é imaginada...
Casamento perfeito com a Arte de Chris Achilleos...e a postagem mágica da queridíssima Fada do Mar...
Abraço todos com carinho agradecido por este espaço iluminado...Beijos.

Gaiô.

Crista disse...

Aos dois...encantadores...meus respeitos e admiração!
A ti,Fadinha,meu carinho e o bater forte do meu tumtum(coração...rsrsrsrs...)ainda bem que eu tenho sob controle minha pressão,senão seria um desastre,pois aqui só encontro emoção!
Beijos...maravilhosa!

Elaine Bastos disse...

Fazemos nossas estas suas poesias... Belas, sentidas, rasgadas, viscerais.
Obrigada por transmitir, tantas vezes, o indizível por nós... Gosto de todas essas letrinhas... Brilham aos meus olhos!
Ana Perissé, Oswaldo Begiato, Florbela Espanca, Mário Quintana, Olavo Bilac, Manuel Bandeira, Clarice Lispector, Cecília Meireles, Pablo Neruda... Nossa! Quanto PESO! Quanta MAGNITUDE! E, agora... ROBERTO QUEIROZ!...
A beleza das palavras do Roberto Queiroz, a força do sentimento nelas sentidas, as imagens que cada frase oculta nos seus silêncios... Magnífico! Cada poema é de uma beleza surreal!
Bravo, bravo, bravíssimo!
Um abraço a triplicar... deomoradoooooooooooooooooo!

Osvaldo Heinze disse...

Oi querida Fada!!!

Continuas encontrando gente das boas por esse Mundo das Maravilhas, como sempre...

Amei a obra dessa guerreira das cores e imagens sinuosas, Chris. Magnífica!!!

Mergulhei na solidão desse poeta diferente e observador, Roberto. Encantadora poesia!

Abraços!!!

Fada do Mar Suave disse...

Agradeço ao artista plástico Chris Achilleos, mestre do desenho, das cores e do belo. Sua arte encantou e brilhou neste espaço, e ficará sempre na memória de todos os que aqui passaram.
Ao poeta Roberto Queiroz foi uma alegria postá-lo, pois sua sensibilidade especial despertou admiração e emocionou todos que leram suas poesias
Um agradecimento especial vai para todos aqueles que deixaram sua mensagem pessoal, para o artista e o poeta, enriquecendo este espaço que foi feito com carinho para você.
Abraços de Fada do Mar Suave.