Sergio Lucena







Vida Una.



Foca o olhar.

Ela, a menina dos olhos,

Brilha em luz consciente.

Emerge criatura,

indelével, pura,

envolta em sagrada energia.

Arrepia!

Voltagem se eleva,

e a forma-matéria,

visível no invisível,

o divino expressa.

Se unifica.

Com ela o Belo,

nutre em recarga

que doa, refaz

em fluxo imerso,

presente de si,

do outro no todo

precioso verso,

Universo...

Reverso

Multiverso...



Gaiô.


4 comentários:

Cida Gaiofatto disse...

Ao Poeta da Luz, Sérgio Lucena...

Fascínio, assombro, tênue descompasso me tocou, diante dos "Deuses da terra", "Luz e Silêncio" e "Paisagens" que visitei no MUBE em 2007...Me apossei da publicação e nunca mais fui a mesma...
Como se perdida no tempo-espaço, o reencontro almejado no imaginário, com algo vivente da luz...Foi simbiótico, sincronicidade de almas buscando se conectar à fonte, às raízes memoriais, onde tudo pairava sobre as águas em conexão com o sonho...
Não queria sair de lá, diante da aura iluminada de suas obras...A transparência de sua cor, a fina sintonia com mundos que almejamos sem explicar por que... Muito me emocionei e me encontrei em olhar a transparência emergindo no ar, em paisagens etéreas, sonhos buscados no encontro com o imaterial , no Ser, no Estar...em linguagens do mais profundo da existência...
Encontro com o Belo, com a dimensão do Sagrado, Paisagens Metafísicas, me conectaram com a realidade que busco em sutilezas, essência, emoção no diverso que unifica...Eu, você, o outro, somos um...
O olhar encantador de tudo que é real e não visível, senão ao coração da emoção, intuição, sensação...
E tudo isso compõe a paisagem humana que tanto busco criar em meus poemas...Quando Fada Suave me convidou a escolher um artista e sua obra, pra compor comigo, não tive dúvida: Sérgio Lucena...
Estou muito feliz que tenha aceito, caro Sérgio!
Sua expressão é profética, tangendo a alma do todos nós, sedentos de transcendência...
Obrigada, poeta da luz, por sua adesão em compor comigo a página deste blog tão belo, promovido pela delicadeza da tão sensível (Fada do Mar suave)...Meu coração exulta!
Abraço grande.
Gaiô.

Cida Gaiofatto disse...

À Fada do Mar Suave.

Querida formatadora de sonhos...
Quero meditar...
acender a luz do coração...
Incendiar meu ser,
de querer, entender
o essencial por viver...
E me vem a Fada,
com seu toque de mar,
suave, doce versejar,
magia de tudo poder,
em atos, conexões,
estéticas formatações,
compondo histórias,
incrustadas,
de preciosas memórias
que perpassam toda sorte de pessoas,
que se encontram acontecendo,
cada qual no seu sentir, conviver.
E você, amada fada,
vai passando de mansinho, se abrindo
ao perceber, de amar, se doar,
no fazer acontecer...
Grandes bênçãos se derramem
ao sagrado que acontece
em cada gesto ou palavra
que desperta a criação...transcender...
Te recebo, te acolho, te amo,
sem nunca ter te visto,
agradeço à vida tanto,
por ser eu, junto a você...
Junto a todos que se unem
que perfazem...o conviver.
Juntando luz...em ser...

Beijos, Gaiô.

Sonia Oliveira Tavares disse...

Sergio Lucena com uma exposição maravilhosa, com trabalhos diversos,técnica perfeita, criatividade a flor da pele. Amei e nunca vi um trabalho de animais como este, estou em êxtase ao contemplar sua arte. Um deslumbramento que me faz sonhar acordada e viajar nas nuvens.
As poesias de Gaiô, são inebriantes,de uma sensibilidade deliciosa que da vontade de ler e ler muitas vezes e também viajar na magia de suas belas palavras.
Suave Fada que nos faz sonhar com tantos encantamentos que é único e logo reconhecemos a propriedade de um trabalho sério e virtuoso.
Sua amiga Sonia

Fada do Mar Suave disse...

Gaiô e Sergio Lucena

Dentro da solidão tão necessária, que exige o processo de criação, surge uma maravilhosa conexão, que muitas vezes não sabemos explicar, o porquê, alguns encontros acontecem. Encontros cheios de sentidos já que envolvem sentimentos, vivências e crescimento , como se estivéssemos juntos, num mesmo caminho, para cumprir uma missão.
Há uma sincronia de pensamentos e desejos, como se fôssemos almas companheiras que precisamos partilhar e assim nos sentimos inteiros.
Dia 14/09/2009 = 7, será um dia especial e cheio de alegria e beleza.
Considero um presente divino tê-los perto, neste canto, que transborda arte e poesia, convidando a todos ao mundo feliz da imaginação e do saber.
Com muito carinho da Fada do Mar Suave.