Nequitz Miguel












Cidade 2



em pleno entardecer

cidade voltando à casa

exausta

estampidos

repentinos

a granel


Furos em muros

na saúde

no saber

VIVER?


( viv-end...

em núpcias de claustro)


implosão

sem nostalgia

Kundalini sem serpente

desritualizada

de corrente sanguínea

da vida

que se liquefaz

em estranhas

fômas

forças

desiguais.


Ana Paula Perissé


2 comentários:

Belíssima Deusa. disse...

Magnífico! Enche e o coração de amor e emoção. Fico impressionado com a sutileza da arte de Nekitz Miguel.O movimento e a cor dançam no espaço, nos levando a fantasiar um Rio cheio de nuances mágicas e doces. Por um momento saímos do caos para o cosmos através de talentos dados por Deus. Amei esta arte que combinou magistralmente com o azul suave da Fada do Mar.
As poesias de Ana Perissé, são ótimas e prazerosas de ler. Sempre uma presença redentora. Parabéns aos artistas do Rio de Janeiro que continua lindo ao som Jobiniano.
Parabéns pela elaboração desta página.
Abraços

Fada do Mar Suave disse...

Nequitz Miguel

Foi maravilhoso entrar em contato com sua arte que é genial. Ficamos todos encantados com tanta preciosidade coloridas, delicadas, esperançosas. A cada movimento de seu pincel, nosso coração pulsa mais forte e nos instigam a querer mais e mais sorver de sua arte.
Agradeço de coração sua autorização para postar seu trabalho, que contribuiu muito para embelezar e enriquecer este espaço.


Ana Paula Perissé
Nós amamos, sua capacidade admirável de poetar a vida. Aos poucos vamos sorvemos deste alimento etéreo, que são seus escritos e vamos desvendando em cada palavra o seu jeito de ser e pensar este mundo. Ficamos contagiados com sua originalidade e sensibilidade em seus versos, versos de conhecedor da poesia em sua essência.


Agradeço a todos que aqui passaram e aqueles que se dispuseram a deixar seus depoimentos aos artistas. Voltem sempre, que tudo foi feito com carinho para você.
Com amor da Fada do Mar Suave.