Nequitz Miguel










Quente e Só





não me sou para o morno

e se não te fazes

ao inverso

deixo-te à brisa sem ressaca

à ausência mansa

do que poderia ter sido

MUITO.




não me visto sem

tormentas

e se te queres assim

sem suores ardentes

muito me calo

ressinto

e fujo

com minha força

a mutilar-me

as veias.





( deixa-me quente e

só)





Ana Paula Perissé

Um comentário:

Fada do Mar Suave disse...

Nequitz Miguel

Foi maravilhoso entrar em contato com sua arte que é genial. Ficamos todos encantados com tanta preciosidade coloridas, delicadas, esperançosas. A cada movimento de seu pincel, nosso coração pulsa mais forte e nos instigam a querer mais e mais sorver de sua arte.
Agradeço de coração sua autorização para postar seu trabalho, que contribuiu muito para embelezar e enriquecer este espaço.


Ana Paula Perissé
Nós amamos, sua capacidade admirável de poetar a vida. Aos poucos vamos sorvemos deste alimento etéreo, que são seus escritos e vamos desvendando em cada palavra o seu jeito de ser e pensar este mundo. Ficamos contagiados com sua originalidade e sensibilidade em seus versos, versos de conhecedor da poesia em sua essência.


Agradeço a todos que aqui passaram e aqueles que se dispuseram a deixar seus depoimentos aos artistas. Voltem sempre, que tudo foi feito com carinho para você.
Com amor da Fada do Mar Suave.