Bolek Budzyn

 

  

  

  

  

  


 

 

Fogo posto


Tu serás o princípio
e o meu fim

Pegando mal de amor
em chama alta

Vulcão em desacerto
e fogo posto

Tão grande que ele é
e já me mata

Maria Teresa Horta


3 comentários:

Nícia Castro disse...

Fada, adorável seu blog. É fabulosa, encantadora esta arte de Bolek Budzyn. Muita sensibilidade, brilhantismo e de intensa beleza. A poesia de Maria Teresa Horta é admirável e genial. Quanto talento!
Abraço sincero de parabéns pela beleza que o habita.
Parabéns pelas excelentes escolhas e abraços cordiais pela sensibilidade e beleza que mora em você.

Batata disse...

Este branco é admirável e um efeito deste somente os grandes artistas conseguem. Fantástico!!!

Fada do Mar Suave disse...

Agradeço aos amantes da arte e poesia que admiram e visitam este espaço, e aqui deixam suas mensagens. Voltem que sempre terá mensagens que tocam almas e corações, e assim estarei estimulada a buscar o melhor do mundo dos sonhos e do belo, para vocês que são queridos e amados.
Beijos da Fada do Mar Suave.