Catherine Abel







MUNDO DA LUA


Eu vivo no mundo da lua;
Sou amigo particular do dragão
E tomo cerveja com São Jorge
Nas noites em que, cheia,
A Lua imita o uivar dos lobos.


Sou noivo da estrela cadente;
Ouço todos os pedidos secretos
Dos jovens com os sonhos em rebuliço
E quando brincamos na Via Láctea
Peço a ela que una os corações sensatos
Com a dobradiça das paixões dementes.
- Ela me obedece e eu a amo ainda mais.


E quando estou absorto no mundo da lua
Morro de paixão por ela,
Minha pequenina estrela menina,
Que achei cadente no meio do meu olhar,
No meio do meu olhar triste e solitário.


Oswaldo Antônio Begiato

2 comentários:

Beatriz Lorena Carmon disse...

Sensual e brilhante este post. Parabéns!

Fada do Mar Suave disse...

Oswaldo Antônio Begiato, grande poeta e querido amigo, agradeço sua gentileza em contribuir com o Blog. Sua página é sempre um sucesso, pois suas poesias a todos encantam e emocionam e sua presença marcante traz brilho a este espaço. Logo faremos uma nova jornada poética, para o deleite de nossos amigos visitantes.
Com muito carinho da Fada do Mar Suave.

Aos amigos visitantes meu eterno carinho, pois são suas visitas que me estimula a continuar buscando pelo licor do belo para brindarmos juntos.
Beijos a todos com muito amor.