Anne Bachelier




Anne Bachelier


Metamorfose, transição e evolução formam os traços característicos da arte de Anne Bachelier. A artista conquista sua audiência com imagens instigantes e altamente imaginativas, que são originais, únicas, inventivas e imediatamente reconhecíveis. Suas fantasias metafísicas, como sonhos, evocam sentimentos ao mesmo tempo poderosos, pacíficos e protetores. Este outro mundo único, intocado pelo tempo ou lugar, lembra a eterna dança da transformação e regeneração. Uma técnica sofisticada, junto com uma visão artística, define suas apresentações de refinadas telas em arte figurativa, esculturas e grafismos originais. O simbolismo contemporâneo em seu ápice aparece nas tradições  da renascença italiana, art deco, art nouveau e movimentos simbolistas com uma ponta de surrealismo.
Seus personagens mostram arquétipos engajados em temas de grande importância e em grande escala. O espectador testemunha o desenrolar de um drama que evoca um mistério, como num sonho. Nascida em 1949 em Louvigne du Desert,na France, Bachelier estudou arte de 1966 a 1969 na École des Beaux-Arts, La Seyne-sur-Mer. Hoje, vive e trabalha em Grenoble, França.









“Não dá para viver bem-comportada; / Bem mais feliz me sinto, e contentada, / Quando cometo algum atrevimento.”
Louise Labé

“Não condeneis de maneira tão rude / Um jovem erro em minha juventude, / Se um erro foi: porém, quem sob o Céu / Se vangloria de jamais ser réu?”
Louise Labé



Louïze Charly Labé, poetisa francesa, nasceu em 1526 em Lyon, França e morreu em 15 de Fevereiro de 1566.
Filha de Pierre Charly, um rico cordoeiro, e de Étiennette Roybet, Louise recebeu uma educação refinada para a época, consistindo de latim, italiano, música, equitação e até mesmo esgrima. Bonita e independente, aos dezesseis anos (1542) disfarçou-se de homem e sob a alcunha de "capitão Loyz" acompanhou um de seus amantes ao cerco de Perpignan e chegou mesmo a tomar parte de combates. Anos depois, novamente travestida, participou de um torneio de esgrima em Lyon.
Em 1550 resolveu casar-se e desposou Ennemond Perrin, cordoeiro e rico como fora seu pai, de onde veio o apelido de "Bela Cordoeira". Em sua mansão, deu grandes recepções para a sociedade burguesa da época, e, com a morte do marido (por volta de 1560), voltou a ter inúmeras aventuras amorosas (embora, entre suas conquistas, seja conhecido apenas o nome do poeta Olivier de Magny).
A principal obra de Louise Labé é o Débat de Folie et d'Amour ("Debate da Loucura e do Amor"), de 1555, contendo 24 sonetos, e onde defende uma pauta "feminista": direito das mulheres à educação, à liberdade de pensamento e a escolha de parceiros. Seguem-se a eles as três Élégies ("Elegias"), no mesmo ano. As obras, que exprimem uma "paixão sensual e ardente", foram inspiradas no modelo da época, Petrarca, mas além do grande rigor formal, destacam-se dentre as obras contemporâneas por seu ardor, sua espontaneidade e pela sinceridade com que são expressos os sentimentos. Embora perseguida e repreendida por vários reacionários, ela foi saudada por seus colegas poetas da época como uma nova Safo, fama notável para uma poetisa com tão poucos trabalhos publicados.




5 comentários:

Mariellen Castor disse...

Espetacular postagens. Grandes divas das artes dando um show belíssimo. A arte surreal com a música ficaram divinas. A poesia também é surreal ao pensar que foi feita por uma mulher no séc. XV. Uma união pefeita que emociona quem contempla.
Bravo!!!

Nicolas disse...

Anne Bachelier sua arte é rica em detalhes, símbolos e grande beleza. Parabéns!

Anabell Lee disse...

Aqui só estrelas de primeira grandeza. Uma constelação para ser observada e amada por trazer tanta energia, beleza e luz sem fim. Um lugar primoroso e abençoado.
Abraços com extrema admiração.
Anabell

Brasil Desnudo disse...

Meus parabéns pelo belo blog!

Pela apresentação e a exaltação do seu inteior, sobre a arte em si.

Marcio RJ

Fada do Mar Suave disse...

Agradeço a artista Anne Bachelier que gentilmente autorizou a postagem de sua arte neste blog. Sua arte encantou a todos que por aqui passaram e foi uma alegria e uma honra tê-la neste espaço.
Também gostaria de agradecer todas as mensagens de carinho postadas aqui, pois fiquei imensamente feliz com sua visita.
Aos amigos que recebem as atualizações e que vem visitar o blog sejam bem-vindos, espero que gostem e voltem sempre.
Com amor da Fada do Mar Suave.