Jake Baddeley








Aderências


Lembranças forram o telhado,
Varrem a casa da monotonia.
... Em caracol de ardências,
Efeitos-causas colam-se em minhas vigas-mestras,
Fogos súbitos assombram-me as colunas.
Embuste de luzais trazidos nos ombros do destino?

Extrapolam-me o peito, dançam pela sala,
Nem me adianta apunhalá-las,
Se, lá fora, a borra da hora madura
Emana sinergia tua:
Efeméride prateada na amurada,
Restos de orgasmos nos varais.

Vale-me o lume de aderências...
Nem todas as noites são escuras.


Stella de Sanctis

13 comentários:

Kátia Torres disse...

"Nem todas as noites são escuras."

Esta noite, tenho certeza, é prateada.


Abraços,

desde

Adamantina,

Kátia Torres.

Roger disse...

Lume de aderências, luminescências...Vale ver a arte de Jake Beddeley compondo com a poesia rica e intensa de Stella!
Parabéns!

Eclipse disse...

E continuo o maravilhoso tour pelas páginas da Fada, que bem soube escolher poesias e telas!Um convite ao sonho.Como diz a poetisa:Nem todas as noites são escuras... mas aqui as Lua cheia é eterna.

Adriana disse...

Lí e reli a poesia.Identificação com causa e efeito.Stella de Sanctis consegue, com seu lirismo muito bem colocado, esta magia.As telas são absurdamente belas.Tudo perfeito.

lsancta disse...

Eu, particularmente, adorei este Fado!Fado tem ser assim; bem chorado.Stella consegue transpor a melodia, em notas chorosas mas sem desafinar.As telas acompanham a melodia.Maravilhoso!!!!!!!!!!

lsancta disse...

Esta noite, com certeza será cintilante!Este blog é um verdadeiro presente dos deuses.Parabéns,Stella, Jake e Fada Suave.

Gabriela Sanches disse...

Expressão e impressão. Tela e lirismo. Fascinante sinergia...Parabéns!

Paul disse...

Efeméride prateada, restos de orgasmos cintilando na memória são o sol da noite,mais fortes que a lua-Coisas do amor tão bem cantadas-.Vibrei com as telas.

Os Bufallo's MC disse...

Aderências, tatuagens,cicatrizes,bandagens-o amor é poderoso!Belo poema e magnífica sinergia das telas com a temática apresentada.Vale a releitura.

Vicente

Anapaula disse...

Nem todas as noites são escuras, quando as lembranças aderem sua luminosidade na alma!Poema iluminado, belas telas.

Mirela Andressa disse...

Lembranças luminosas:aderências de corpo e alma.Tudo belo.

Lucilene Soares disse...

Adorei!

Vale-me o lume de aderências...
Nem todas as noites são escuras.


Beijos n'alma.

Fada do Mar Suave disse...

Queridos amigos
Foi uma alegria imensa ler cada comentário aqui deixado prestigiando nossos artistas. É a participação de cada um de vocês que alimenta nossa alma e nos faz ir em frente, aprimorando cada vez mais nosso trabalho. Conto sempre com suas presenças e, por isto, sigo pesquisando para trazer o melhor na arte e na poesia.
Agradeço de coração a participação brilhante de Jake Baddeley na galeria e de Stella de Sanctis na poesia. Ambos trouxeram muita luz para este espaço e sei que todos os que tomaram contato com estes artistas saíram mais enriquecidos em suas vidas.
Desejo a todos um mundo colorido e poético. Com muito carinho da Fada do Mar Suave.