Lauri Blank









Viagem


Com ela tenho vontade de seguir uma grande e penosa viagem
Repousar minha face por vezes cansada e maltratada
Jogar meu perfil feio sobre os seus ombros e dormir
Sacudir o que incomoda e me embolar nos negros e grandes cabelos
Amo tanto e tanto que me afogo em lágrimas
Amo que amo e brigo por amar
Insatisfeito pego-lhe os pelos. Esfrego-me em seu corpo.
Miro em sua boca grande e mordo as flores de cima e de baixo
Encaixo-me em suas pernas e fico quieto, sentindo o cheiro da fêmea que me acalma
Quero confundir-me com ela
Desejo-lhe os pés, as mãos e as orelhas. Tudo de uma vez e agora e ao mesmo tempo
E dos olhos que me olham com calma observo minha parte acesa, nua e dura
Poderíamos ir sempre além. Mas não vamos...
Boicotamos o amor e suspendemos a chance de enfrentar o desastre da vida
Sou eu. Não é ela.
É esta minha casca dura que não permite o Amor tomar o lugar que realmente ele merece.



Lúcio Alves de Barros

2 comentários:

sarahaline.morais disse...

Fada Querida!
Leveza e sensibilidade é algo que sinto transbordar da tela e cair sobre minha cabeça, deslizar em meus cabelos e cobrir meu corpo ao ver, ler e ouvir o arranjo perfeito que inebria os olhos e entontece a alma! As telas e a música transmitem PAZ e ternura. Cada letra vinda da alma desse poeta admirável e de sensibilidade sem fim faz com que eu sinta que as coisas podem ser leves no mundo onde quase tudo nos ombros pesa. Parabéns aos que compõem a arte e a você que a compartilha conosco!
Beijos cheios de carinho, admiração e amor!

Sarinha

Fada do Mar Suave disse...

Poeta Lúcio Alves de Barros, agradeço sua gentileza, delicadeza em contribuir com o Blog. É sempre uma emoção fazer sua página e suas poesias tocam o coração de todos que a lêem. Sua presença é sempre uma dádiva divina.
A arte de Lauri Blank é belíssima, enche os olhos de belezas e a alma de visões mágicas.
Sou grata a vocês amigos que nos visitam e deixam mensagens carinhosas aos artistas que iluminam este espaço.

Com carinho da Fada do Mar Suave.