Daniela Ovtcharov

19 comentários:

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá amiga! Mais uma vez, passando para me deliciar com mais uma das tuas excelentes composições, criadas com lindos poemas e o que existe de mais belo na arte da pintura. Parabéns!

Beijos,

Furtado.

Eduarda disse...

O mar que a todos inspira que nos leva a outros espaço, dentro do perfeito amor.

bj

Anônimo disse...

As duas juntas fazendo arte na mais pura elevação... não podia perder... Ovtcharov eu não conhecia, mas lá me vem fada ... Gaiô, falar de sua poesia é quase exercício impronunciável... é num silencio quase sagrado que te encontro. besosssssssssssss
anapaulaperissé

Ana Paula Garcia disse...

Fada do Mar

Que prazer imenso passar por aqui em minhas madrugadas insones. Quanto aprendizado que levo daqui! Amo este espaço azul onde a imensidão do belo não tem fim. A cada postagem grandes surpresas que nos pegam e nos levam a uma viagem mágica, onírica e imagética. Sou feliz por me inserir neste mundo apresentado por você de uma forma única e de rara sensibilidade.
Foi maravilhoso conhecer Daniela Ovtcharov e suas mulheres lindas. A poesia da Gaiô é rítmica e cheia de lirismo. Já não quero sair daqui e acho que vou passar a noite na poesia suave da Fada do Mar.
Amo-te muito e agradeço por usufruir deste mar.
Beijokas encantadas da Ana

Helena Castelli disse...

Minha Fada querida...

Como me faz bem navegar nesse imenso mar azul... ao sair, parto com a alma enriquecida.
Grata por me apresentar Daniela Ovtcharov... suas belas telas com as poesias de nossa querida Gaiô, adequam com perfeição este espaço cultural. Tudo isto é realizado quando uma pessoa sensível está por detrás dele. Voce, minha querida!

Beijos com carinho.

Alminha Iluminada disse...

Fada

Seu blog é cheio de magia, abrangente, sensível e de uma beleza que enche os olhos de visões fantásticas e meu coração fica cheio de ternura e encantamento. Nossa, a música está caindo como flocos de neve em meu ser e a galeria é sofisticada, luxuosa e digna das mais belas poesias como estas da Gaiô.
Estou em estado de graça e a agradeço por isto.
Parabéns! Nota 1000 com louvor!
Ana Clara

Lilás disse...

Deslumbramentos!!! Surpresas inesperadas acontecem e quando nosso coração já está colorido e sensibilizado, tudo recomeça e ele sempre esta preenchido com amor, ternura, beleza, poesia.
Agradeço a oportunidade de conhecimento, cultura e lazer, pois aqui navego, caminho, alço vôos e minha vida fica plena e feliz.
Abraços com amor de Lilás

Viviane Martinez disse...

emocionante! Sensações a flor da pele e profundamente tocada pela música, pela arte e pela poesia.Momentos que se eternizam e que no momento me engrandece. Obrigada pelas maravilhas oferecidas. Abraços ternos.

Grêmio - IMORTAL sempre disse...

Muito bom, Fada! Mais um espetacular post. Seu Blog é o melhor e sua nota é 1 milhão.... Adorável e prazeroso estar aqui.
Parabéns pela união da música, arte e da poesia da melhor qualidade. Volto sempre! Abraços fortes

Anônimo disse...

Fada do Mar, seu blog é genial, gostei muito de passar por aqui.
Parabéns pela feitura do mesmo.
Jânio de Almeida

Rafaela Bologna Ramos disse...

'Aflora a cor, o suor, o licor,
Sem temor, nem dor"

Muito lindo! Tanto a arte, poesia e música comungam com perfeição.
Um momento sagrado. Bjks

Anônimo disse...

Bom dia meu amor!!

Amei as obras da Daniela.
Lindas palavras da Gaiô.
Muito Obrigada pelos momentos de pura arte.

Beijos
Sandra Incutto

Nicolas disse...

Simplesmente divino! Algo assim, que mexe com todos os sentidos. Fico impressionado cada vez que passo por aqui. é mesmo um esplendor de beleza.arte, poesia e musica extraordinário!

katerine-zucon disse...

Fada do Mar querida mestra das artes.
Você que meu alimento é aqui neste imenso mar azul onde as ondas são suaves, repousantes e de uma beleza sem fim. Esta mostra de artes de Daniela Ovtcharov é encantadora, a suavidade das cores e suas nuances é um colírio para os olhos.Mulheres cheias de simbolismos mostrando a beleza do universo feminino. Estou amando passear pelos versos da poeta Gaiô, versos telúricos e transcendentes. Tudo é rítmico, onírico e amo o movimento poético que esta mostra se dá. Um conjundo perfeito entre as poéticas visuais, escritas e musical.
Parabéns sempre e agradeço por compartilhar o belo conosco. Bjks aladas.

Anônimo disse...

Simplesmente belíssimo!!! Nota 1000. bravo!!!

Ana Lúcia Ribeiro Santos disse...

Parabéns, Fada do Mar
Uma obra prima seu blog e estou impressionada com o movimento da obra de arte de Daniela Ovtcharov no slide. deixa-me boquiaberta. Uma beleza as poesias de Gaiô e a música eu amo muito. Quão agradável é estar aqui. Amo muito você. Beijos caramelados de Ana

Analuka disse...

Fantástico, maravilhoso, encantador o trabalho pictórico de Daniela Ovtcharov!!! Estou apreciando com calma... e será preciso tempo e alma aberta para degustar tanta sutileza e tantos detalhes!... Parabéns pela belíssima postagem, querida amiga Fada do Mar, e grata por sempre nos ofertar manjares como este. Num mundo onde parece às vezes imperar o grotesco, a violência, a aspereza, felizmente existem almas suaves e oásis como este blog-jardim. Beijos pintados e alados!!!

Anônimo disse...

Concebível Visita
Morte e Vida

Pudesse eu conceber da vida a solidão,
De tantas mulheres, belas, ternas, ensimesmadas,
A caminho em destinação,
Transporia cada qual silenciosos umbrais
Ao encontro da presença, fonte,
Céu, inferno, sabe-se lá onde
Em busca de evolução.
Busca o silêncio das cores, dos caules, das folhas,
Amores, ares, flores,
Refletindo luzes, clarões chorosos, dores,
Redes tecidas, o bem , o mal,
Sempre tão normal,
Casulos, altares, templos contemplo
Em guardados, sagrados mistérios.
Lá está ELA! Envolta de tudo e de nada,
Nua e vestida de luz, tecida no ventre da terra.
Se abrem em conchas, libertas!
Eis o universo, espaço aberto,
Tesouros construídos no céu,
Sonhos, imaginação, agora sem véu,
profusas virtudes, um coração
Tudo emoldura...serena cura...

GaiÔ.

Te celebro, querida Fada Suave, e a todos que por aqui passaram em convivência amorosa...com esta linda página de ARTE.Com Amor.

GaiÔ.

Cida Gaiofatto disse...

Concebível Visita
Morte e Vida

Pudesse eu conceber da vida a solidão compartilhada,
De tantas mulheres, belas, ternas, ensimesmadas,
A caminho em destinação,
Transporia com cada qual silenciosos umbrais
Ao encontro da presença, fonte,
Céu, inferno, sabe-se lá onde
Em busca de evolução.
Busca do silêncio das cores, dos caules, das folhas,
Amores, ares, flores,
Refletindo luzes, clarões chorosos, dores,
Redes tecidas, o bem , o mal,
Sempre tão normal,
Casulos, altares, templos contemplados
Em guardados, sagrados mistérios.
Lá está ELA! Envolta de tudo e de nada,
Nua e vestida de luz, tecida no ventre da terra.
Se abre em conchas, liberta!
Eis o universo, espaço aberto,
Tesouros construídos no céu,
Sonhos, imaginação, agora sem véu,
profusas virtudes, um coração
Tudo emoldura...em serena cura...

GaiÔ

Te celebro, querida Fada Suave, e compartilho com todos que nos visitaram em seu Blog de Arte, muito carinho e gratidão...Beijos. GaiÔ.
http://4.bp.blogspot.com/_7HM8HkXxxQY/TT21pRRy7dI/AAAAAAAAVXs/Te62s6AAnUk/s400/image006.jpg

Concebível Visita
Morte e Vida

Pudesse eu conceber da vida a solidão compartilhada,
De tantas mulheres, belas, ternas, ensimesmadas,
A caminho em destinação,
Transporia com cada qual silenciosos umbrais
Ao encontro da presença, fonte,
Céu, inferno, sabe-se lá onde
Em busca de evolução.
Busca do silêncio das cores, dos caules, das folhas,
Amores, ares, flores,
Refletindo luzes, clarões chorosos, dores,
Redes tecidas, o bem , o mal,
Sempre tão normal,
Casulos, altares, templos contemplados
Em guardados, sagrados mistérios.
Lá está ELA! Envolta de tudo e de nada,
Nua e vestida de luz, tecida no ventre da terra.
Se abre em conchas, liberta!
Eis o universo, espaço aberto,
Tesouros construídos no céu,
Sonhos, imaginação, agora sem véu,
profusas virtudes, um coração
Tudo emoldura...em serena cura...

GaiÔ

Te celebro, querida Fada Suave, e compartilho com todos que nos visitaram em seu Blog de Arte, muito carinho e gratidão...Beijos. GaiÔ.
http://4.bp.blogspot.com/_7HM8HkXxxQY/TT21pRRy7dI/AAAAAAAAVXs/Te62s6AAnUk/s400/image006.jpg
Concebível Visita
Morte e Vida

Pudesse eu conceber da vida a solidão compartilhada,
De tantas mulheres, belas, ternas, ensimesmadas,
A caminho em destinação,
Transporia com cada qual silenciosos umbrais
Ao encontro da presença, fonte,
Céu, inferno, sabe-se lá onde
Em busca de evolução.
Busca do silêncio das cores, dos caules, das folhas,
Amores, ares, flores,
Refletindo luzes, clarões chorosos, dores,
Redes tecidas, o bem , o mal,
Sempre tão normal,
Casulos, altares, templos contemplados
Em guardados, sagrados mistérios.
Lá está ELA! Envolta de tudo e de nada,
Nua e vestida de luz, tecida no ventre da terra.
Se abre em conchas, liberta!
Eis o universo, espaço aberto,
Tesouros construídos no céu,
Sonhos, imaginação, agora sem véu,
profusas virtudes, um coração
Tudo emoldura...em serena cura...

GaiÔ

Te celebro, querida Fada Suave, e compartilho com todos que nos visitaram em seu Blog de Arte, muito carinho e gratidão...Beijos. GaiÔ.