Balthus








LIVRE PARA VIVER E AMAR



Chuva forte que cai dos céus
Santificadas sejam tuas águas
Que elas venham no firme propósito
De levar embora os ignóbeis.



Chuva forte que cai dos céus
Deixe a terra molhada e fértil
Livre da erva daninha humana
Levando os resquícios e os danos.



Chuva forte que cai dos céus
Não permita que pássaro algum fique preso
E mesmo aquele que não sabe voar
Fique no cativeiro de portas abertas
Para o ir e vir se precisar.



Chuva forte chove agora
Lava e leva a tristeza embora
Deixando o coração da gente
Livre para viver e amar.




Ysolda Cabral


Um comentário:

Fada do Mar Suave disse...

Querida poeta Ysolda

Sua poesia enobreceu este espaço com sua sensibilidade, delicadeza e beleza. Foi maravilhoso tê-la nesta página compondo com a beleza da poética visual de Balthus.
Agradeço de coração, sua contribuição para este espaço que leva o que há de melhor na poesia e na arte para o deleite de nossos visitantes.
Sei que todos que passaram por aqui levaram consigo a magia e a beleza de seus versos e rimas.
Agradeço também aqueles que deixaram seus registros enaltecendo nossos artistas.
Um grande abraço da Fada do Mar Suave.