Kika Goldstein






RESISTIMOS



Resistimos,
Com tal zelo e prudência
Que a corja hipócrita
Não distingue nosso encanto
Com dor, fome e miséria.



Ah, coitados!
Não sentem que no mais puro pus
Há um corpo.
Esqueceram que da cinza
Há uma fênix de toda rebeldia
E se existe o silêncio
É porque estamos criando o eco
Da doce e ensolarada manhã...



Éric Meireles de Andrade



3 comentários:

Tania disse...

Linda obra de Kika Goldstein,e encantadora s poesias de Éric Meireles Andrade,parabéns!

Betina Carvalho Mendes disse...

Fantástico, a diversidade e estilos artísticos. A cada dia aprendo a apreciar o que há de melhor em cada movimento de artes. Estou surpresa com estes mostrengos humanos feiro de forma tão encantadora. As cores, a expressão e a harmonia são mágicos. Adorei a música que acompanha e o que falar de Éric Meireles, só que suas poesias são maravilhosas, sensíveis e tocam o coração.
Parabéns, Fada do Mar, por mais um dia de sonhos e aprendizado.
Betina

Fada do Mar Suave disse...

Kika Goldstein

Agradeço sua amizade, sua confiança em autorizar a postagem de sua obra de arte. Sua presença tão gentil e simpática com nosso blog, permitiu nossos visitantes fruírem sua arte e se emocionarem com ela. Trouxe um brilho intenso para este espaço, que é feito com todo o carinho visando levar o Belo para nossos amigos.

A você, Éric Meireles de Andrade, agradeço a parceria neste canto poético e amigo. Sua poesia a todos encantam e desde já está convidado a novas jornadas para a alegria dos amantes da poesia.

Nossa gratidão a todos que nos prestigiaram, aos que deixaram suas mensagens que tanto nos enriquecem, e esperamos contar sempre com seu apoio e prestigio aos nossos artistas e poetas.
Com muito carinho da Fada do Mar Suave.