Svetlana Valueva



 

 

 

 


Ceticismo


Desci um dia ao tenebroso abismo,
Onde a Dúvida ergueu altar profano;
Cansado de lutar no mundo insano,
Fraco que sou, volvi ao ceticismo.



Da Igreja- A Grande Mãe-  o exorcismo
Terrível me feriu, e então sereno,
De joelhos aos pés de Nazareno
Baixo rezei, em fundo misticismo:



- Oh! Deus, eu creio em ti, mas me perdoa!
Se esta dúvida cruel que me magoa
Me torna ínfimo, desgraçado réu.



Ah, entre o medo que o meu Ser aterra,
Não sei se viva para morrer na terra,
Não sei morra pra viver no Céu.


Augusto dos Anjos

4 comentários:

Flor ♥ disse...

Lindas mulheres de Svetlana...

Bjs.

Crista disse...

Marcando presença...porque gosto de estar por aqui!!!

Kuka Novaes disse...

A BELEZA É POSSÍVEL, ELA SE ENCONTRA NESTE MAR AZUL DA FADA. É SÒ SENTIR, SE EMOCIONAR E SER FELIZ. AMO FADA SEU TRABALHO ARTÍSTICO.
BEIJOS NO CORAÇÃO.

Fada do Mar Suave disse...

Agradeço a cada visitante, em especial aos que deixaram seus registros sobre esta postagem, e não posso deixar de fazer uma observação, o quanto é gostosa a relação com os meus amigos dos e-mails, que são assíduos navegantes e sempre enviam suas mensagens dizendo o que sentiram quando entraram em contato com estas artes.
Meu eterno agradecimento a cada um de vocês!
Beijos da Fada do Mar Suave.